Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Façamos amor de pele

Nosso pensamento
vive em constante
saudade
sem explicação
para uma ansiedade
 no coração pulsante
sentindo o cheiro dos corpos,
faltando o toque
desse amor de pele
em corpos deslizantes!

José Manuel Brazão

1 comentário:

Anna Júlia de Carvalho disse...

Zé, ficou mto bom esse poema...Há tempos atrás daria uma boa dupla!
Bjão,
Anna.