Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Vejo a luz do Sol!

O que era uma tormenta,
passou a serenidade.
Precisei de tempestade,
para ver a luz do Sol,
como há muito não via!

Só os desencontros
nos levam aos encontros:
connosco!

Quero a essência do amor,
para os que me amam,
os que se aproximem,
de mim...

Não quero confusões,
apenas Amor
e tudo, mas tudo,
que me faça viver,
com alegria a vida,
vendo a luz do Sol,
com Verdade...
até morrer!
José Manuel Brazão

Verdade e só a Verdade; odeio a mentira e a falsidade!

Sem comentários: