Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O timbre da rosa

Nem todas as rosas têm cheiro
Nem todas são encarnadas
As rosas que eu gosto mais
Estão no meu peito amarradas

Há rosas de todas as cores
Uma alegres
Outras choradas

Tuas rosas, meu amor
Tem tudo
E não tem nada

Tem a forma
Do teu sorriso
Na tua pena gravada

Têm choro
E tem granizo
Da noite
E da madrugada

Seu cheiro parece um guiso
Que toca a cada rajada
Quando toca
Tem um timbre
Que acorda
A lua zangada.

Cristina Moita

Sem comentários: