Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Lágrima

Nasces
do crepúsculo
do meu olhar.
Lanças-te
pela escarpa,
triste,
da minha face
e vais...
... ao encontro
da enseada da memória
onde te aninhas
e fortaleces.


Podes luzir
no silêncio
...
ou rebentar
na escuridão
do sentimento.

As mãos acolhem-te
porque a alma se ausentou,
por tempo incerto.


Vanda Paz



Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por seres generosa,
uma pedra preciosa
a decorar o meu coração!

Quando penso
e penso em ti,
vem o sonho duma paixão,
sonhada, mas por viver!

Quando penso
e penso em ti,
vem a lágrima,
lágrima teimosa,
por ver
não estares ao pé de mim!

Apenas sonho
e vem a lágrima…

José Manuel Brazão

Sem comentários: