Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Pensando em ti!


Em cada momento
o meu pensamento
está em ti!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o céu azul,
sorrindo para mim!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o sol radiante,
com muita Luz
que me cega de amor!

Pensando,
pensando em ti,
vejo a vida
com alegria,
com outro sabor!
Doce,
simplesmente doce!

Pensando,
pensando em ti,
sinto
na minha Alma,
amor e mais amor,
sinto
no meu corpo
desejo e prazer,
pensando em ti,
somente em ti!

José Manuel Brazão

sábado, 6 de agosto de 2016

Não te vejo. não te ouço!


Não te vejo
nas palavras
e nos sorrisos!

Vestiste o silêncio,

partiste o coração
e o amor
por onde anda?

Não te ouço

a voz do coração;
mas existe o amor?

luto,

por seres o ontem,
que o hoje esqueci
e o amanhã será:
já te vejo
e já te ouço…!

José Manuel Brazão

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Um pedaço meu


Longa vida,
entregando-me aos outros.
Uns entenderam-me.
Outros ignoraram-me!

Longa vida,
com alegrias:
o caminho era esse.
Com tristezas:
erros que não entendi.

Tenho tempo para os corrigir,
pedir o meu perdão
e perdoar aos que erram comigo.

Em cada pessoa vejo um amigo,
e depois …
As desilusões, os desencontros,
a angústia invadindo meu corpo,
palpitando o meu coração.

Renasce a esperança,
creio e vou por diante.

Há sempre um pedaço meu,
com verdade e amor,
compaixão e tolerância,
um sorriso vibrando Luz!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Por ti daria a Vida!

No amor tudo pode acontecer!
Paixões incontroladas,
loucos amores,
arrebatadores,
de desejos permanentes,
de prazeres sem fim!

Amores

que se perpetuam
em que ele lhe diz:
por ti daria a vida!

Ela sorri!

Ele olha e pergunta:
porque estás assim?

Volta a sorrir

e diz:
amor,
tu és a minha vida!

José Manuel Brazão



Marta Vasil disse...
"Dar a vida... tu és a minha vida"... duas premissas na cumplicidade do amor, desse amor que bonito que costuma residir nos teus poemas.

domingo, 3 de julho de 2016

Serei assim até ao fim!

Nesta caminhada,
aprendi o bastante,
para nesta vida constante,
me entregar!

Errei.
muitas vezes
por imaturidade,
ignorância,
rebeldia,
mas nunca por saber tudo !

Procurei
compreensão,
tolerância, compaixão!
Pouco recebi…

Virei
a página da vida,
que me enganava,
me torturava,
sem saber o porquê?

Mudei
sinto-me bem comigo
e com os outros!.
Cada porta fechada,
agora está aberta!
Respiro
como nunca respirei!
Dou um sorriso
e recebo muitos!
Dou amor
recebo muito;
com carinho,
afecto, beijo,
sorriso e respeito!

Encontrei
o equilíbrio, a lucidez,
para me entregar
aos outros
que amam
ou que de mim precisam!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Desnudo a alma

Tenho dias assim
em que pareço não me conhecer!
Dias em que minha mente
fica nublada
de tanto sentir e ver...

Por momentos apenas existo
e tive alegria de viver...

Sonhos perdidos,
ilusões e desilusões,
mas existe em mim
uma luz que pressinto
e um dia
foi intensa e ecoou uma voz em minha alma:
existes e vives, porque alguém precisa de ti!

José Manuel Brazão

sábado, 14 de maio de 2016

Meu último Filho

Este é o meu último filho,
um filho feito como os outros.
Com o conhecimento
de duas almas…
Com paixão…
Com a união da poesia…
Este é o meu último filho,
um filho feito de palavras,
como o nosso amor…
Um filho feito
da habilidade dos sentimentos
com o calor de um peito
afogueado…
Com duas mãos quentes
húmidas de desejo…
Este é o meu último filho,
um filho gerado como os outros.
É menino,
chama-se Poema... e é teu.

Vanda Paz

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Olhamos o Céu




Olhamos o Céu
e agradecemos A Luz
que te trouxe até mim!

Chegaste,
sorriste,
estendi a mão,
o amor na minha mão
e disseste:
encontrei
a minha Paz,
a minha vida,
sou feliz!

Também sorri,
de novo olhei o Céu
e agradeci este amor,
que nasceu,
floresceu
e dará pétalas de amor!

Olhamos o Céu
que nos envia
muitas pétalas,
pétalas de amor!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Como uma ponte...

Vivemos tudo
o que havia em nós,
tudo o que sentimos,
a paixão, o amor,
a ajuda solidária,
que precisámos
e nos completou!

Vivemos
momentos felizes,
vendo a tua rosinha florescer,
cuidando dela com amor!

Essas imagens de Vida
que rolam sem fantasias,
mas com a verdade
que demos um ao outro!

Hoje sereno
da vida que te dei,
vejo-te feliz,
por chegares
ao ponto de encontro
do teu caminho!

Assim me senti
como uma ponte
entre o passado e o futuro
que te ajudou
a encontrar o que merecias:
uma plena felicidade!

Em caminhos paralelos,
nunca nos perderemos
de vista,

assim prometemos
e nos preocuparemos
com o futuro de cada um!

Tu aí e eu aqui,
 sempre de braços abertos
pedindo a nossa protecção divina!

José Manuel Brazão


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão