Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016


NATAL 2016



José Manuel Brazão

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Flor e beija flor

De repente pensei em flores e beija-flores
e me vieram a mente umas perguntas,
assim... do nada...
Será doce a flor ou bico que beija a flor?
Ser flor é garantia de doce néctar ao beija-flor,
e se não for , ainda assim será beijada?
Perdoem-me flores e beija-flores
Não que eu duvide de nada
Nem sei de onde tirei essas idéias atrapalhadas...
Mas... beija-flor beija a flor se for amarga??

regina ragazzi

sábado, 19 de novembro de 2016

Eu serei o meu próprio futuro


Pouco pedi à Vida,
apenas aquilo
que fosse merecedor!

Pacientemente
aguardei os momentos,
doando
o que meu coração
um coração sofrido,
mas sempre pulsante,
nas mãos da Vida
entregava esse amor,
que guardo
no cofre da minha alma!
Recebi
mais do que esperava,
mas senti
que foi tudo o que mereci!
E assim
a Vida sorriu para mim
e eu abraçei esse amor
que não me larga, a Vida!

Mas não sei
se serei futuro para alguém;
eu sou o meu próprio futuro!

José Manuel Brazão

terça-feira, 4 de outubro de 2016

No teu sorriso vejo Luz!

Quando apareces,
no teu sorriso,
vejo Luz
e fico sereno!

Quando olhas,
no teu sorriso,
vejo Luz
nos teus olhos!

Quando falas,
no teu sorriso,
vejo Luz
nas tuas palavras!

Teu sorriso
é um gesto de carinho,
um gesto de amor;
é o teu Caminho,
haver Luz no teu sorriso.

José Manuel Brazão


* Só TU me dás essa Luz que neste momento me ajuda! *


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Pensando em ti!


Em cada momento
o meu pensamento
está em ti!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o céu azul,
sorrindo para mim!

Pensando,
pensando em ti,
vejo o sol radiante,
com muita Luz
que me cega de amor!

Pensando,
pensando em ti,
vejo a vida
com alegria,
com outro sabor!
Doce,
simplesmente doce!

Pensando,
pensando em ti,
sinto
na minha Alma,
amor e mais amor,
sinto
no meu corpo
desejo e prazer,
pensando em ti,
somente em ti!

José Manuel Brazão

sábado, 6 de agosto de 2016

Não te vejo. não te ouço!


Não te vejo
nas palavras
e nos sorrisos!

Vestiste o silêncio,

partiste o coração
e o amor
por onde anda?

Não te ouço

a voz do coração;
mas existe o amor?

luto,

por seres o ontem,
que o hoje esqueci
e o amanhã será:
já te vejo
e já te ouço…!

José Manuel Brazão

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Um pedaço meu


Longa vida,
entregando-me aos outros.
Uns entenderam-me.
Outros ignoraram-me!

Longa vida,
com alegrias:
o caminho era esse.
Com tristezas:
erros que não entendi.

Tenho tempo para os corrigir,
pedir o meu perdão
e perdoar aos que erram comigo.

Em cada pessoa vejo um amigo,
e depois …
As desilusões, os desencontros,
a angústia invadindo meu corpo,
palpitando o meu coração.

Renasce a esperança,
creio e vou por diante.

Há sempre um pedaço meu,
com verdade e amor,
compaixão e tolerância,
um sorriso vibrando Luz!

José Manuel Brazão

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Por ti daria a Vida!

No amor tudo pode acontecer!
Paixões incontroladas,
loucos amores,
arrebatadores,
de desejos permanentes,
de prazeres sem fim!

Amores

que se perpetuam
em que ele lhe diz:
por ti daria a vida!

Ela sorri!

Ele olha e pergunta:
porque estás assim?

Volta a sorrir

e diz:
amor,
tu és a minha vida!

José Manuel Brazão



Marta Vasil disse...
"Dar a vida... tu és a minha vida"... duas premissas na cumplicidade do amor, desse amor que bonito que costuma residir nos teus poemas.

domingo, 3 de julho de 2016

Serei assim até ao fim!

Nesta caminhada,
aprendi o bastante,
para nesta vida constante,
me entregar!

Errei.
muitas vezes
por imaturidade,
ignorância,
rebeldia,
mas nunca por saber tudo !

Procurei
compreensão,
tolerância, compaixão!
Pouco recebi…

Virei
a página da vida,
que me enganava,
me torturava,
sem saber o porquê?

Mudei
sinto-me bem comigo
e com os outros!.
Cada porta fechada,
agora está aberta!
Respiro
como nunca respirei!
Dou um sorriso
e recebo muitos!
Dou amor
recebo muito;
com carinho,
afecto, beijo,
sorriso e respeito!

Encontrei
o equilíbrio, a lucidez,
para me entregar
aos outros
que amam
ou que de mim precisam!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Desnudo a alma

Tenho dias assim
em que pareço não me conhecer!
Dias em que minha mente
fica nublada
de tanto sentir e ver...

Por momentos apenas existo
e tive alegria de viver...

Sonhos perdidos,
ilusões e desilusões,
mas existe em mim
uma luz que pressinto
e um dia
foi intensa e ecoou uma voz em minha alma:
existes e vives, porque alguém precisa de ti!

José Manuel Brazão

sábado, 14 de maio de 2016

Meu último Filho

Este é o meu último filho,
um filho feito como os outros.
Com o conhecimento
de duas almas…
Com paixão…
Com a união da poesia…
Este é o meu último filho,
um filho feito de palavras,
como o nosso amor…
Um filho feito
da habilidade dos sentimentos
com o calor de um peito
afogueado…
Com duas mãos quentes
húmidas de desejo…
Este é o meu último filho,
um filho gerado como os outros.
É menino,
chama-se Poema... e é teu.

Vanda Paz

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Olhamos o Céu




Olhamos o Céu
e agradecemos A Luz
que te trouxe até mim!

Chegaste,
sorriste,
estendi a mão,
o amor na minha mão
e disseste:
encontrei
a minha Paz,
a minha vida,
sou feliz!

Também sorri,
de novo olhei o Céu
e agradeci este amor,
que nasceu,
floresceu
e dará pétalas de amor!

Olhamos o Céu
que nos envia
muitas pétalas,
pétalas de amor!

José Manuel Brazão

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Como uma ponte...

Vivemos tudo
o que havia em nós,
tudo o que sentimos,
a paixão, o amor,
a ajuda solidária,
que precisámos
e nos completou!

Vivemos
momentos felizes,
vendo a tua rosinha florescer,
cuidando dela com amor!

Essas imagens de Vida
que rolam sem fantasias,
mas com a verdade
que demos um ao outro!

Hoje sereno
da vida que te dei,
vejo-te feliz,
por chegares
ao ponto de encontro
do teu caminho!

Assim me senti
como uma ponte
entre o passado e o futuro
que te ajudou
a encontrar o que merecias:
uma plena felicidade!

Em caminhos paralelos,
nunca nos perderemos
de vista,

assim prometemos
e nos preocuparemos
com o futuro de cada um!

Tu aí e eu aqui,
 sempre de braços abertos
pedindo a nossa protecção divina!

José Manuel Brazão


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Bom dia futuro!

Já tanto vivi
e fiz tão pouco
para aquilo que sonhei;
mas pacientemente
viverei
dia após dia
cumprindo para o que vim,
semeando tudo de bom que existe em mim
e serenando pelo Amor que dei
e todo aquele que recebi!

Diante da Vida
bom dia esperança
bom dia futuro!

José Manuel Brazão

sexta-feira, 22 de abril de 2016

A quem um dia se teve amor

Da janela da minha Vida
olho esse mar da ilusão,
de ondas e maresia de amor,
que me lembram
esses momentos de fervor
de amor intenso
ora sonhado
ora vivido
e agora sofrido,
deixando dor
a quem um dia
se teve amor...

... hoje olhamos
as nossas imagens,
sentimos o cheiro
desse amor
e da saudade por inteiro
em nossas almas!

José Manuel Brazão

O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Saudades de ti

É um amor sem limites,
sem hesitação,
bebendo as tuas palavras,
a tua dedicação,
o teu amor em silêncio,
por vezes escondido,
outras vezes assumido!

Ninguém roubará
este amor que corre,
que se alimenta em nós!
Amor, que saudade
e prisioneiros deste amor,
com futuro desejado!

José Manuel Brazão

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Como eu já fiz tão pouco!

Perante os meus olhos
vejo o que não quero ver,
uma Vida com muito por viver
parecendo que quase tudo
passou por mim, mas não!

Observo o que me rodeia
e vejo nos outros,
aquilo que não sei.

Páro, sereno a mente
ouço a voz do meu coração
dizendo para continuar
esse caminho
que parece não ter fim;
olho para trás
muitos anos vividos,
olho para a frente
e não sei quantos mais serão!

E nesta mistura
de ideias, pensamentos
e sentimentos
apenas sinto
como eu já fiz tão pouco...



José Manuel Brazão

quarta-feira, 16 de março de 2016

Abraço o teu silêncio!


Passa o tempo
e o teu silêncio
abraçado à dor,
por um amor
sonhado, desejado
e vivido na sombra
das nossas almas!

Amor
que a Lua sorri
em noites de luar!

Luar
que aumenta a paixão
o desejo, a libertação
de um amor que existe
nas nossas mentes,
que será o nosso destino!

 José Manuel Brazão


[....]

Oiço um novo ritmo
no meu coração
... quebro a promessa...

Sinto o sangue quente
a ultrapassar qualquer limite.

Encontro-me infinitamente
a olhar o azul do céu,
a cheirar uma rosa vermelha
e a sorrir...

Sinto-me a planar
no significado
das tuas palavras
... uma a uma...
declamadas num livro teu.

Sinto a intensidade
do teu beijo
... letra a letra...

Abraço o teu silêncio
e sonho
um dia encontrar o teu olhar...



Vanda Paz

segunda-feira, 14 de março de 2016

Primaveras passadas!

Primaveras passadas
com flores e amor,
neste jardim do meu encanto,
que é a Vida por mim vivida,
não olhando para trás
com saudosismo,
mas caminhando
com a ansiedade
desse futuro que me espera!

Primaveras passadas
com alegrias e tristezas necessárias
ao meu viver autêntico
e que fez de mim quem sou!
Um homem que ama a Vida
e todos os que passem
pela sua existência na Terra!

Primaveras passadas
com pensamento constante
de Paz, Harmonia e Amor!

José Manuel Brazão



segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Sonhos meus


É bom sonhar...
E ficamos com a sensação
duma vida ideal,
mas no acordar
vimos o real e aí
só há um caminho:
coragem e superar,
recolhendo as pedras
que encontrámos
e ignorámos
que serão um monte de ilusões!

Caminho livre

e avançamos
renovando a Vida,
dos hábitos,
das atitudes
e até seleccionando
os Amigos
- aqueles da forma pura de amar –
e a Vida sorrirá,
o Sol abrirá
e a Lua contemplará!

Olhando para trás

veremos o tempo perdido
e aprendido,
mas saberemos
que todo o Tempo é tempo
de corrigir o que errámos
e ver como a Vida se tornou mais bela!

José Manuel Brazão

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Beijo com saudade imensa...

Penso muitas vezes em ti,
sonho ainda mais,
por não saberes de mim
e pensares que fugi de ti!

Nunca faria isso meu anjo,
meu menino!
Sinto-te
como se estivéssemos juntos,
num abraço longo
como se fosse  eterno!

Vejo-te
olhando meu rosto
e tuas mãozinhas
com carinho em minha face!

Correm-me lágrimas e ouço tua voz:
Choras por estares feliz comigo?

Não consegui responder...

José Manuel Brazão


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

No resto da minha Vida

Já pouco me resta...
Já muito levaram de mim
por casos da Vida...
partidas para além do azul
de filho, pais, irmãos,
gente querida, muito amada,
além dos amores da minha Vida,
vividos com intensidade
e a ansiada felicidade!

Guardo o que pude guardar
neste coração sensível,
que é o meu cofre,
porque tudo vivido
em horas tristes e alegres,
são as minhas joias!
Riqueza assim não há igual...
Nem tudo levaram:
existe a minha Poesia,
escrevendo sempre
pelo menos os primeiros
dos meus últimos poemas!

Não peço nada à Vida,
apenas aquilo que seja  merecedor,
um pouco de carinho e de amor!



José Manuel Brazão

domingo, 10 de janeiro de 2016

No teu Poema


https://www.youtube.com/watch?v=UMz5jh3WGr0