Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Mas esses muros da vida...

Uma hora outra do caminho
Com alguma muralha todos vão se deparar
Interrompendo a caminhada
Por muito mais tempo do que fosse só um espinho.

Mas esses muros da vida
São obstáculos que nos fazem repensar
Nossas atitudes e a própria vida.

São eles, principalmente, que ensinaram para mim
A palavra reorganizar
Tudo, desde a visão do agora, do instante
Como do futuro e do que eu quero pra mim
Ou o que é mais importante...
E como chegar lá, pra não ter surpresa ruim.

Eu vou ser sincera,
Um muro desse já tentou me derrubar:
Mas quando eu ergui os olhos,
Logo enxerguei que ele estava ali
E que eu poderia atravessá-lo.

Maísa Cavalcanti


Maísa querida
Gostei muito do teu poema, porque tornou-se reflexivo  em minha opinião.
 Beijo do ZÉ

Sem comentários: