Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Abismo da Vida...

Não gosto de ver ninguém
junto ao abismo da Vida
e muito menos
rejeitando a nossa mão!

Por livre vontade
confundiram as coisas da Vida
por imaturidade ou rebeldia
e hoje nesse livre arbítrio
entraram em escuridão,
declínio e desgraça!

Para amar 
precisa de saber amar,
começando por si próprio
amando-se
e não basta dizer sempre para o(a) outro(a)
te amo demais!

Não, amor não é isso!
E também não, apenas desejo,
porque o tempo passa e esse cio
esvazia-se, cai a máscara!

E quando assim acontece
olhamos, olhamos
e ninguém perto de nós!

José Manuel Brazão


Lully disse...
Caro ZÉ, você nos oferece um poema intenso de emoções tocantes! Meus parabéns! Beijo
Lully


1 comentário:

Lully disse...

Caro ZÉ, você nos oferece um poema intenso de emoções tocantes! Meus parabéns! Beijo

Lully