Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Tristeza em mim...

Tive uma companheira
que criou uma amizade
sempre leal;
foi sumindo e deixou
vir até mim
essa tristeza que sufoca
limita  e agoniza.

Olho e volto a olhar
para o que  me rodeia;
vejo o que não quero ver
e tento ignorar o que sinto!
Mas não suporto
e quero muito viver
como mensageiro do amor
em vez de existir!

Acredito e tenho esperança
que essa Amiga (alegria)
ficará em mim
a todo o instante da Vida!

José Manuel Brazão

* Existem momentos assim na vida do homem e do poeta. *

Sem comentários: