Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 12 de novembro de 2011

Saudade

Tantas são as vezes
que me nasce a saudade na boca.


Tantas são as vezes
que entrego o teu nome
aos meus lábios
que te chamam a sorrir.


Tantos luares
em céu de silêncio
onde resguardo o meu querer.


Tantas são as vezes
que me recolho contigo no meu peito.


E beijo-te... e amo-te... e beijo-te...


Vanda Paz

Sem comentários: