Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Viajando nas lembranças

Vejo teu rosto refletido em mim
Na cor e no toque da saudade
No vaguear incansável do tempo
Retrato e laços de eternidade.

E assim neste reflexo que reluz
Vou viajando nas lembranças
No resumo da tristeza se traduz
Que ainda a retalhos de esperança.

Perco-me na imensidão deste lugar
No fluir incansável do meu sonho
No recanto da solidão vou te buscar
Até no aperto do coração tristonho.

Nesta distância que o tempo ignora
Um amor que não é fácil esquecer
Delirante saudade que me apavora
Entristecendo o meu viver.

Belarose





Sem comentários: