Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 14 de janeiro de 2012

Sim, tens tudo de mim...

Pensei ter-te dado muito
do que em mim existia,
de ti recebi paixão,
amor sem hesitação
numa entrega consciente!

Num amor assim
de fluidos instantes ,
com medo de te perder,
criei as asas
da tua própria libertação,
pensando que
te tinha dado tudo de mim...

José Manuel Brazão

Sem comentários: