Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 28 de janeiro de 2012

Asas cortadas...

Em meus olhos quero o brilho uma estrela bem pequenina
Em versos canto para essa alma que esta dolorida
E deposito flores no meu coração…
Porque preciso do perfume da vida, de liberdade
Sabe, a vida me pegou de jeito…
E os meus versos foram-se consumindo
Estou prisioneira dentro de casulo
Onde as palavras ferem como punhal
E cortam como lâmina afiada
Onde tentam cortar as minhas asas

Ó esperança, rompe com as cadeias…

Hoje descanso a minha alma nos seus olhos
Se amanhã eu estou andando nesse horizonte
É porque as forças do vento que trás seus beijos
Tem sido favorável à minha dor…

Tu tens sido a paisagem que aflora minha caminhada
Quero apagar o passado, e fazer novo verão
E um inverno aquecido pela segurança dos seus braços
Vem me leva desse lugar…
Anjo com suas asas de amor
Me liberta dessa dor…

Nina

Sem comentários: