Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 15 de janeiro de 2012

EM COMPASSO COM A NATUREZA

Cada dia em que o sol se põe
Em seu magnífico silêncio
É mais uma distância constatada
Incertezas fervilhando no pensamento

Cada noite em que a lua soberana sobe
Afogueada, lenta e esmaecida
Faz com que eu feche os olhos e me cale
Para que ela fale de cada saudade vivida

Cada grão de areia trazido pelo vento
Que chega cortando a pele e o pensamento
Conta dos tantos esforços inglórios
Para mudar o rumo dos acontecimentos

Cada gota de orvalho que desce
Tentando amainar as chamas do coração
Diz da convicção deste amor tão antigo
Como fábula contada carregada de emoção.

Beatriz Prestes 
em participação especial
José Manuel Brazão 
Fico sem palavras diante da tua Poesia!
Emoção demais pela ternura "vestindo" as palavras!
Beijo do ZÉ

Sem comentários: