Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 22 de julho de 2012

Mãos que sensibilizam




As mãos que trabalham arduamente,
São as mesmas que emocionam a alma,
Sem medo de escrever e fazer diferente.


As mãos que acariciam o seu rosto,
São as que sensibilizam escrevendo
Num papel em seu valioso minuto.


Mãos cicatrizadas. Delicadas. Cuidadas.
As mãos que não podem parar.
A poesia não pode acabar...


As mãos colocam movimento,
A poesia é levada pelo vento.
A imaginação conquista a nação.

Graciele Gessner.

Sem comentários: