Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 22 de julho de 2012

A chuva



Chove na nossa história.
Tem chovido sem parar
E ninguém se importa.
Se desbota,
Se se acaba.
Eu abro a porta
E a nossa história continua lá
Na chuva..
Molhada... parece mofada...
Mas na minha casa não pode entrar..


Do lado da rua
Você na janela
Olhando pra ela
Querendo pegar.
Está comovido
Um pouco abatido
Mas na sua casa não pode ficar...


Eu fecho a porta.
Você a janela.
E a chuva lá fora não quer mais parar....


Sandra Freitas

Sem comentários: