Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 4 de agosto de 2012

Vieste!


Apareceste,
vieste,
para não ficar tão só.

São amigos de verdade,
os poucos que me ajudam
e estão presentes,
na realidade.

Não peço muito:
é doce,
é consolador,
ter por perto
ou em pensamento,
gente com sentimento,
que dão amor,
muito amor…

Pareço não ter nada
e tenho tudo:
pão e amor!

José Manuel Brazão

Lindos versos e sentimentos neles retratados! O amor é o pão de nossas almas, sem dúvida alguma, que você sempre se sinta alimentado, poeta! Um abraço!
Angela Rolim
«Pareço não ter nada e tenho tudo:pão e amor!» Linda frase,assim como todo o poema.Parabéns amigo Zé.Bjos da Naty.




http://www.youtube.com/watch?v=8mc2wfoPatE

Sem comentários: