Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 5 de agosto de 2012

O prazer todo nosso!


A água que cai pelo corpo, a nudez exposta revela a intimidade nunca antes conhecida. O corpo tão belo e desejado, agora está sem disfarce.

a língua percorre pelos seios, acariciando-os suavemente. A boca não para, desliza pelo pescoço, sussurros são ouvidos, arrepios eletrizantes. Bebo os seus lábios, envolventes e instigantes. Agora será inevitável retroceder, estamos completamente em transe. Os corpos grudados, numa perfeita sincronia.

Esperamos por tanto tempo por este momento, que fica difícil de acreditar que finalmente aconteceu. É incrível a forma que o prazer nos torna um só, num ato tão particular. Até quando estaremos tão ligados?

Graciele Gessner

Sem comentários: