Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Sem pressa


no agasalho da noite
faço-te poema declamado
segredando baixinho
à luz da lua,
ao encanto do silêncio,
a ânsia de um amanhã 


que chega



…sem pressa,



devagarinho…

Vanda Paz

1 comentário:

Celina Vasques disse...

caramba! Maravilhoso! amei!
parabéns !
beijos ternos poeta Vanda!