Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Não dá para explicar...

Não, não dá para explicar
a saudade louca que tenho de ti,
de sentir teus beijos,
de criar-te alegria de viver
e sentires que és mesmo tu
a Mulher que amo ser assim!

E no nosso encanto da Vida
pacifico tua alma
com a minha sempre presente!

José Manuel Brazão

Sem comentários: