Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Tem explicação?

Como explicar esse terno compartilhar
Emoções difundidas nas letras dos versos
E derramar-se em sentimentos ingênuos
Se no seu coração eu sou ninguém?

Como explicar a angustia camuflada
Em palavras gentis às vezes silenciadas
E o compelido sorriso quando você vem
E deixa rastros de sua luz na minha poesia?

Como explicar o coração extasiado, em festa.
Só por sabê-lo bem e feliz, ainda que assim.
Aceitando a renuncia de impor minha presença
E apenas seguir seus passos no silencio de mim?

Como ficar feliz acariciando esse pouco, ou nada.
De saber-me, só letras vagando num verso sem rima?

Glória Salles

Sem comentários: