Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 14 de outubro de 2012

Conversa ausente


Tenho a voz cheia de grainhas
que me deixam a boca adstringente
e as palavras oleosas.

A conversa
sai fermentada e pastosa.
Tudo o que me dizes tem sabor amargo,
tudo o que respondo é magro e curto.

Conversemos em silêncio.
Respeitemos
o estágio de cada momento ácido
para que se amaciem os sentimentos
e juntos
bebamos o néctar do entendimento.

Vanda Paz

Sem comentários: