Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 27 de outubro de 2012

Um poema...


Por vezes bebo a tua poesia
em copo de cristal
e sinto cada palavra
a beijar-me a pele
e sinto cada verso 
a escorrer-me no corpo.

Deixo de ser página em branco
e visto-me de poema
e danço
e sonho
e canto
embriagada de ti.

Mesmo sem saberes
mesmo sem sentires
em cada madrugada que morre
de mãos vazias…

Vanda Paz

Sem comentários: