Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Instantes eternos

Espero sinais de afeto. Você mais perto.
Um beijo. Eu te amo. Cubro-me de pejos.
E todos os meus lampejos me mostram
a menina dos teus olhos, tua eterna.

E fico buscando os teus olhares.
Pertencer aos teus lugares.
Inundar-me em teus lagares.
Quero tudo em que há você escrito.

Assuntos fluem, e os instantes acontecem.
É meio da tarde, e as árvores
nos trazem um momento agradável
com flashs de sol, flashs de jovem
fazendo lar no coração almejado.

A cada expiração, sorrisos, esboços
expostos, nascidos por mim, gravo
e aguardo, infiltrado, desejo de permanecer
sempre estar, chegar ao lar.
Coisa assim, nossa, que faz o amor acontecer.

Jacqueline Collodo Gomes


Jac
Um encanto o teu poema! Parabéns!
Beijoo do ZÉ

Sem comentários: