Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Nu da palavra

Amarrado singelo
Despido na plataforma
Desguarnecido da eloquência

Desembainhado no nó 
Tosco no melindre 
E na nudez da envolvência

Detido a descoberto
Não disfarçado de nada
Patente de toda a proveniência

Apreendido só
Da metáfora desprovido
Destituído de qualquer saliência

Preso na desprotecção
E de toda a alienação
No sentido da conveniência

Algemado ao pó
Da escrita não vestido
A cumprir rude penitência


António MR Martins