Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Sem luar

Cai a chuva,
Cor de vinho tinto;
Mas o gosto que tem
É de absinto.

Chove um cheiro de morte,
Penalidade maior;
Corrói tudo devagar,
Da saliva ao suor.

Dizer que sou essa chuva
É muito engano!
Só porque sou poeta
Que nunca disse “Eu te amo”?

Luciene Lima Prado 

Sem comentários: