Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Aos teus olhos, meu desejo lúcido!


Sinto a tua saudade dentro de mim
no corpo e alma de quem te ama,
teu corpo chama o meu silêncio
e retiro as pétalas que cobrem a tua nudez,
faço desse jardim imenso
a nossa cama cheirando a amor intenso!

E neste vai-vém sedentos de amor
dentro de teu ser ficam marcas de mim!

José Mamuel Brazão



- Mano, não tem jeito, tem que ter vc, eu comentei um monte de poemas aqui, mas fico naquela expectativa de chegar ao teu, aí me deparo com meu alimento maior; poesia da melhor qualidade, que Deus te conserve assim, um poeta do tamanho do planeta terra, a cada dia que te leio, vejo minhas energias renovadas; desculpe a expresão, pode parecer idolatria mais não é; eu desejo morrer primeiro do que vc, nem que seja daqui a duzentos anos rsrsrs, e vc com trezentos rsrsr: "Teu corpo chama o meu silêncio"  mano; se sua poesia fosse só esse verso, ainda assim eu teria o memso entusiasmo da poesia completa: "faço desse jardim imenso a nossa cama"  verso que conquista qualquer olhar de um leitor ávido por poemas como eu.  Parabéns pela inpiração, um abraço amigo.    <Bróis>>>

1 comentário:

Fatinha Mussato disse...

Teu poema está lindo, composto por palavras que traduzem um ardor e um amor intenso!
Meus aplausos!