Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Prendem-me a ti


Natal em Macau, by Gonçalo Lobo Pinheiro.

Prendem-me a ti
os sorrisos que sucumbem
o empalidecer
os afagos que superam
o entristecer
a razão que fortalece o meu viver
Prendem-me a ti
as palavras
que ancoram no meu pranto
os afagos
dados com o teu simples jeito
as atitudes
que me surpreendem de espanto
os olhares
que me empolgam o peito
Prendem-me a ti
a razão do teu ser
o teu simples madrugar
num suave anoitecer
que aguardo para te amar

António MR Martins

2 comentários:

Sebastiana Sodre disse...

ola meu amigo zé,amei sua poesia prendem-me a ti ,linda como todos que mechem,com nosso ser,como e bom ser preso por alguém em que a gente ama , linda parabéns saudades, abraçoas,

Sebastiana Sodre disse...

amigo saudades amo seus poemas todos me fazem viver melhor te admiro muito feliz natal grande abraços sua amiga de sempre,