Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Na noite fria


Se encolhia todo num canto
 O corpo cansado tremia
 No rosto a palidez
 No peito nenhuma alegria

 Dormia sempre ao relento
 E naquela noite tão fria
 Veio chuva e rajadas de vento
 Destruindo o pouco que tinha

 Era tanto o sofrimento
 Que a Deus ele pedia
 Um pouco mais de piedade
 E a morte que alivia.

 regina ragazzi

Sem comentários: