Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 8 de dezembro de 2012

As fragrâncias são alianças


O canto das searas
no equinócio do Verão
é amarelo no bico de uma cotovia
as fragrâncias são alianças
no dourado espigado pelas mãos...

Os sabores são doces
nas longas tardes longe do luar
as asas abertas
aconchegam os verbos
do pleno voar
com as colheitas aos pés...

O coração na natureza aberta
é a luz da liberdade
que as fontes de sombras
não encontram nos olfactos
tapados da falsa humildade
encobertas de inverdades gritantes!

Ana Coelho

Sem comentários: