Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

LUZ

Do penhasco da minha vida,
Ainda embate o sol,
Ainda há a brisa que me abraça mesmo fria,
Ainda ouço o cantar daquele rouxinol,
Que me recorda os dias em que fui Girassol.


E persigo aquela luz,
Que encandeia o meu olhar,
Aquecendo minh’alma com o calor que produz,
Aliciando-me a voltar,
Para a vida que insiste em ficar.

E abro as asas,
E sigo a brisa fria com o vento,
As minhas lágrimas caem rasas,
Libertando-me assim daquele tormento,
Levantando o meu espírito ao sentimento…

O sol prolongou o meu rochedo,
Que me levou a viajar,
Pelos campos que tanto amei…
Onde não me faltam razões para amar,
Aqueles prados que floresço para ficar!

Marlene

Marlene


Uma grande Poeta despontando dia a dia com a sua Poesia! 

Admiro-te pela tua postura na Vida e na Poesia!

Beijo do ZÉ

Sem comentários: