Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Repousarei em mim...!

Na minha Vida
tudo te dei, pensando
que te sentisses feliz
ou com momentos felizes!

Senti no silêncio das palavras,
que a chama viva do Amor
se apagava lentamente
com a agonia do tempo!

Com palavras
rompidas no silêncio
dizias que morava em teu coração!

Bati à porta dele
e ninguém respondeu:
Ontem, hoje;
e amanhã
repousarei apenas em mim...
guiado para águas tranquilas
e nada me faltará !

José Manuel Brazão



Comentário de Luiz Mário da Costa 

Toda vez que te leio, tenho a sensação de estar diante do poeta, e eu observando o seu lápis e o seu borrão,  A cada movimento da mão, um verso por convenção, e então no final , encerado o poema, você estendendo o braço, a dizer, taqui você  é o primeiro a ler, é assim mesmo queria eu ser sempre o primeiro a ler-te, sabe porque caramba, jogo aberto; é uma delícia de leitura face a inspiração: "Com palavras rompidas no silêncio" Manuel, se eu for fazer meu gosto, passaria a noite inteira comentando esse verso; palavra como sinônimo de arquétipo, a constituir impérios vocálicos, esbanjando, rompendo, estraçalhando, mentes e porvir, sim! porque as palavras tem poder, Deus criou o mundo com palavras e aqui o poeta se estende com a amplidão do silêncio do cosmo, palavras com referência da singularidade rica e performática dum poeta chamado Manuel Brazão.     Mário Bróis.

Mário
Como li atento o seu comentário! Começo por um pormenor: até ao dia de hoje nunca escrevi prosa ou poesia em rascunho e mesmo antes da era do computador tudo o que escrevi em papel  saía logo à primeira; Deus acompanhou sempre o meu pensamento e a minha mão!
 Quanto ao poema foi um daqueles que na sua criação me rolaram lágrimas pela face e acrescento que voltaram a cair lendo o seu lindíssimo e generoso comentário!
 Nunca encontrei ninguém como o Poeta Mário Brois! O Mário é um caso invulgar como leitor atento e depois com uma humildade achando que nós somos melhores que você!
 Um abraço de admiração do ZÉ



Sem comentários: