Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 28 de agosto de 2011

Insisto

Não desisto de amar
Não saberia viver vazia
Como planta sem raiz
Um vaso sem flor
Sem vida e sem cor.
Não sobreviveria.
Tropeço aqui,
Me bato lá,
Choro ali,
Sofro acolá.
Não importa,
Insisto!
Amo outra vez
E outra
O pior seria 
Me fechar
por medo de amar.

Maria de Fatima



Fati
Um belo poema da Vida!
És uma Alma iluminada!
Beijo do ZÉ

1 comentário:

Art's Maria anjoazul disse...

Sinto-me honrada em está presente neste mundo de sabedoria que é o teu.
muito obrigada,conhecendo pessoas como a ti, me engrandece.
A paz
beijos