Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Perca-se em mim

Sei que me perco,
dentre segredos e desejos,
entre fugas e medos
Sempre perco...

Perco quando fico,
e quando vou embora,
perco e ganho pouco mais de uma hora...

Me perco em tua boca,
me afogo nos teus olhos,
me encontro no teu corpo
e sempre morro nos teus braços...

Ah, teus laços e amassos..

Quero ser a paz que te corpo precisa
ser o tormendo da tua alma vazia...
te prender com minhas coxas,
saciar a tua sede no meu seio...
te abrigar na minha boca...

Perfumar meu corpo com o suor do teu desejo
Deixar que tuas mãos rocem e se enrosquem
dentre minhas teias e segredos
vem, sem medo e sem demora
Perde (e ganha) em mim a tua hora

Perde tua alma,
teus pudores,
tuas dores,
e amores...
Perca-se em mim
sem fim, sem juros, sem mora...
Vem, gasta em mim tua hora!


Anna Carvalho

Sem comentários: