Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 19 de julho de 2011

Dos sentimentos

Nunca sabemos o que inundará a alma de sentimento e muito menos do tipo de sentimento que virá. Pessoas que não fazem mais parte de nossa vida, ao aparecerem sorridentes ( e como são felizes todos os orkuteiros e facebookeiros) remetem-nos a algum tipo de sentimento. Uma amiga, ao ver o ex todo feliz ao lado da atual futura ex, tremeu-se de inveja. Ficou triste ao constatar tal sentimento invadindo seu ser. Perdeu a noite de sono por estar triste com algo que deveria ignorar. E chorou, ficou triste em um cantinho, chamando a atenção de terceiros. O problema é que nem sequer admitia sentir algo por alguém que foi bom mas que passou...E como toda mulher que se preze guardou essa tristeza para si pois não podia admitir o que lhe sucedeu. Como a inveja não é um sentimento nada bom foi transmutando de inveja para ciúme e acabou na solidão. Hoje, fazendo uma análise mais calculada, percebeu que o sentimento era a solidão. Se ela estivesse feliz, com alguém ao lado, olharia as fotos na rede social e vibraria por fulano ter encontrado sua alma gêmea assim como ela. Que bom que enfim clarearam-se as idéias de minha amiga. Mas será que é isso mesmo?

Luciana Silveira

Sem comentários: