Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Este poema és tu

Este é um poema de braços abertos
Um poema de corpo quente e olhar embriagado
Um poema de frases maduras como boca nos seios
Um poema de mar pelo teu olhar esverdeado

Este é um poema de um querer
Um poema com versos num coito vadio
De murmúrios ofegantes por te saber
De palavras soltas como a água do rio

Este poema és tu, sendo meu, pelo desejo de te ter.

Vanda Paz

Sem comentários: