Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 24 de julho de 2011

Amor eterno

Open in new window
Esta poesia de amor
que enche
meu corpo e alma
me leva a escrever o amor
que encante, acalente,
enfim, que crie
momentos felizes!

Um poeta que sonha,
Sonha muito,
que perfuma corações
abertos a paixões,
escrevendo amor eterno,
quando eterno para este homem,
apenas o de sua Mãe!

José Manuel Brazão



- Amado e querido poeta, de sua caneta virtual ou não, me sacio dos seus versos como se fosse pão e água para meu Um poeta que sonhaviver, com versos tão bem projetados vocalicamente, tiro da minha mente o que destroi e inovulo os teus versos, ai sim a felicidade é uma constante: "Um poeta que sonha/momentos felizes/apenas e de sua mãe", olha que atitude belíssima de se exaltar esse ser que nos gera o nos proporciona a possibilidade de ser poeta.
 Abraço amigável. 
 Mário Bróios.
Olá Mário
Achei o seu comentário tão bonito, que o coloquei junto do poema num dos meus Blogs "Poesia com emoções"
Honra-me muito que assim seja e agradeço as suas palavras tão lindas!
Abração do

Sem comentários: