Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 17 de dezembro de 2011

A noite veste-se de desejo / Abriu a noite

A noite veste-se de desejo

Na delicadeza
com que a tarde
se despede,
o corpo ganha
a vontade
de se estender
no horizonte.
Fecho os olhos
e embalo-me
no teu sorriso.
Sei que me anseias
nos teus braços.
Sei que vais alterar
o tempo
antecipando o gesto
da tua boca na minha.
Sinto que sou o espaço
que liga o real ao sonho,
que sou o corpo
onde te deitas
e descansas a alma.
Serei o que quiseres,
enquanto matarmos a sede
da mesma fonte.

O sol põe-se,
a noite veste-se de desejo.

Vanda Paz



Abriu a noite

Abriu a noite
e tive um sinal!

Passou tempo
sem a tua voz,
as tuas palavras
que me alimentam
a Vida!

Saudades,
muitas saudades,
do teu encanto,
do teu carinho,
dos teus olhos
cheios de esperança,
do reencontro
do nosso amor,
que sentimos
fortalecido,
muito querido
e muito amado
em nossos corações!

De mãos dadas
prosseguimos
o nosso caminho,
sem destino,
sem olhar para trás!

José Manuel Brazão

O Amor não precisa de traduções. Este dueto é seu sinónimo.
Parabéns aos dois.
bj
Eduarda

A tranquilidade renasce
e vive em cada palavra por vós deixada.
Um abraço aos dois
Vóny Ferreira


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Y6HWZ_wa_l4#! 


Sem comentários: