Outros Blogs do meu grupo:

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Amor na minha mão

Trago sempre comigo,
o amor;
meu velho companheiro,
para todos os momentos:
ilusões e desilusões,
encontros e desencontros,
aos desprotegidos e descriminados,
até para os que não me amam,
no meu silêncio dou amor!

Trago sempre comigo,
Amor na minha mão!

José Manuel Brazão




Sem comentários: