Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Lágrimas de Poeta!

Escreve
como se sonhasse,
se vivesse
num mundo de encanto,
de ternura e amor!

Escreve
para alimentar a alma
de quem o lê,
recebendo gestos de amor!

Escreve poemas
para aliviar os dilemas;
os seus e dos outros…

Se não escrever,
caiem lágrimas ao Poeta,
a sua alma anoitece,
ficando apenas:
um homem, uma vida
e um pobre Poeta agonizante…
mas fica a honra e os seus poemas!

José Manuel Brazão

Sem comentários: