Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Esta tua pena...


Na ponta de tua pena despe-me
Percorre no papel
As curvas do meu corpo
Onde borrões não existem
Tremo quando chega aos botões da minha blusa
Quando salta para seus lábios que invadem os meus
O calor que se apodera de mim
Quando Tua pena por meu ventre passeia
Como é ousada esta pena...
Percorrendo linhas que arrancam
Pequenos gemidos
E que tantas vezes escreveu-me
Desvendou segredos meus
Deslizou por linhas nunca escrita...
Somente você escreve-me tão bem...



ISA

Sem comentários: