Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Invenções de poemas

Agora a pouco
A lua consumiu-se
e brilhou como quimera
Quem me dera
Queimar-me assim
E como a planar
Em nuvens esparsas
Permitindo-se criar comparsas
Entre os arrebóis de cada dia.



Luciana Silveira

Sem comentários: