Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 19 de junho de 2011

Sonho - Texto nº 2.730



Sonho pela vida
que não tenho,
que procuro,
e que luto
neste silêncio
que me acompanha!

Sonho
com a família
dispersa, distante,
com a saudade constante,
de um homem
que disfarça ser feliz!
Que vive angustiado,
dando amor
aos que se lembram dele,
lhe aliviam a dor,
o acarinham, o admiram,
o amam,
fazendo esquecer,
as sombras da vida!

Sonho
com a felicidade,
que bate à porta
de cada um
e que um dia
encontrará 
minha porta aberta,
para viver em paz
o resto do meu caminho!

José Manuel Brazão



Sem comentários: