Outros Blogs do meu grupo:

domingo, 4 de março de 2012

Lágrimas

Hoje acordei tão triste
que minhas lágrimas
simplesmente caíam
sem que eu as sentisse
Sim, eu não as sentia
estava inerte e pálida
Lágrimas era o que eu tinha
Lágrimas é o que eu sou
Metade do mar
foi o que chorei
a outra metade
é o que vou chorar
Lágrimas que tanto quero
Que venham todas
quero mergulhar
e depois morrer...
20/09/2010
Neusa
em participação especial
Neusa Um poema muito sentido em cada palavra escrita. Belíssimo o teu poema que me emocionou.

Beijo carinhoso do

Olá Zé, fico feliz que de alguma forma eu tenha conseguido te emocionar.
Agradeço tua visita, que me deixa feliz.
Beijos
Neusa

Sem comentários: