Outros Blogs do meu grupo:

sexta-feira, 16 de março de 2012

O eco das tuas palavras

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido, sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste!

Mulher
que se dá por inteiro,
busca o caminho
para si, seu filho,
nós!

Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade
e o direito à felicidade!

José Manuel Brazão


Sem comentários: