Outros Blogs do meu grupo:

quinta-feira, 15 de março de 2012

Conjugações

Me beije com teu verbo
Me afague com tuas frases desconexas
Me toque com as orações
sindéticas ou não.
Me abrace com as concordâncias
mesmo que não concordem com nada.
Ah! Seus monossílabos descem por minhas costas....
Nosso pretérito mais – que - perfeito traz lembranças
do presente, o calor indicativo das
futuras indagações, conjugações...
Seus verbos de ligação, atam meu corpo a sua alma.
Me apertam, e devoram...cada parte de mim...
O teu vernáculo em minhas pernas há de aquecer meu colo
e fecundar meu ventre
E nascerão gêmeos,
poemas gêmeos,
palavras híbridas,
que serão minha companhia
na ausência da sua voz.

Sandra Freitas

Sem comentários: