Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 6 de março de 2012

Diz-me, quantas vozes tem o vento?

Não há palavras que exprimam


o amor de uma mãe



Não há abraço com o seu calor

Carinho como o seu olhar

Não há voz

Não há razão

Não há poema, ou paixão

(Como todas as palavras suas)



O descanso, só no seu peito

O sorriso só do seu jeito

O consolo

A amizade

A busca intensa da verdade

A teimosia de ficar

Em qualquer distância, em qualquer mar



Sempre dentro do coração

Para não ousarmos algum dia

Abandonarmo-nos à solidão



Diz-me

Quantas vozes tem o vento

Sempre que me vens ao pensamento

Vanda Paz

Sem comentários: