Outros Blogs do meu grupo:

terça-feira, 17 de abril de 2012

Oh mim nas Gerais!!!


Nos meus passeios por essa terra,
passeio também por mim.
 Ando nos meus contornos altos,
 encimesmada, iracunda, sonolenta.
Nos meus vértices tranbordo relva,
chovo água límpida que de tanto correr
 enloda as pedras encravadas do passado.
Escorrego no passo,
sinto o barro e agradeço por conviver
com a dor e ainda respirar.
Minha cura é o fôlego que entra,
 a paisagem armazenada,
 o vento que eriça os pelos,
minha cura é continuar viva.


Sandra Freitas
Minas é mais que minha casa, eu amo esse estado e o tenho dentro de mim, amo essa terra de gente simples, pão de queijo e café. Também sou cheia de montanhas e belas paisagens, mas também possuo sombras inabitáveis e lugares ocultos, eu sou Minas, Minas sou eu.
bjokas amigo..
Sandra






1 comentário:

Despir disse...

Bjokas poeta amigo amado...
É uma honra estar nesse cantinho...