Outros Blogs do meu grupo:

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Na alma do Poeta


Nem sempre a coragem
está em mim
e nela tento buscar
as forças que preciso.
Choro em silêncio
lágrimas ocultas
na alma do Poeta.

E em noites sem Lua
vem uma Luz iluminar
o meu coração de Homem
e Deus enxugar essas lágrimas,
deixando lágrimas do Poeta,
serem de alegria, alegria pensando
em quem lê a sua Poesia!
Minha Mãe e a Poesia
serão sempre amor eterno!

José Manuel Brazão

[...]

E a alma do poeta
aproveita todas as emoções
e as transforma em mimos...
Esse poeta sempre atento
aos mais secretos segredos
de um coração apaixonado.

Feito um raio de sol
invade os cantinhos
mais obscuros e solitários
e deixa sua luz aquecer
a saudade escondida.
Saudade de tempos que se foram
de amores acontecidos
de sonhos sonhados e realizados...
então a coragem ressurge surpreendente
e as forças precisas aparecem
invadem a alma do poeta
as lágrimas outrora escondidas
formam um rio de emoções!

Sueli Rodrigues


Sem comentários: