Outros Blogs do meu grupo:

sábado, 2 de junho de 2012

A chave do meu coração


Tento ser um romântico,
um sonhador,
um crente na Vida
e no amor!

Abri sempre o meu coração,
com sinceridade, verdade,
recebendo desilusões,
por viver ilusões;
tive encontros
e desencontros;
não culpo ninguém!

Eu escolhi os caminhos!
E neste novo trilho,
guardei a chave do meu coração,
até encontrar uma mão
divina para mim!

José Manuel Brazão

Nossa Zé... senti uma leve decepção nesses versos... Espero que encontre logo uma mão divina merecedora da chave
Su
SU
Pode haver muitas mãos merecedoras da chave, mas e o AMOR? É isso que me refiro no poema! Amei muito, sempre com sinceridade, mas como sabes neste momento a minha saúde tem prioridade! Depois dum sábado péssimo de dores estou aqui a responder-te por respeito e admiração por ti!
Beijoo do


Ana Bailune disse...
Entre as decepções da vida, conseguimos momentos para sermos muito felizes... amei!

1 comentário:

Ana Bailune disse...

Entre as decepções da vida, conseguimos momentos para sermos muito felizes... amei!